Gabarito no final das questões.

Lista de 7 exercícios livro Memórias Sentimentais de João Miramar  - Literatura



1)-As afirmações a seguir referem-se à obra "Memórias Sentimentais de João Miramar" de Oswald de Andrade:
 I - A obra representa um dos pontos mais altos de criação do modernismo brasileiro e entra em sintonia com as vanguardas européias do começo do século.
II - A obra faz uso da paródia como recurso literário, o que pode ser observado, por exemplo, nos discursos a cartas transcritas no decorrer do romance.
III - A obra rompe com as regras de pontuação, transgride os esquemas de tradição romanesca e, ao mesmo tempo, reforça os limites entre poesia a prosa. A leitura da obra permite concluir que apenas

a) as afirmações I e III são corretas.
b) as afirmações II e III são corretas.
c) as afirmações I e II são corretas.
d) a afirmação II é correta.
e) a afirmação III é correta.


2) A abertura de "Memórias Sentimentais de João Miramar" de Oswald de Andrade se faz com um texto, cujo título é (À Guisa do Prefácio). Relacionando prefácio e obra, assinale a alternativa INCORRETA:
a) O estilo do prefácio é empolado e recheado de clichês, contrastando com o estilo do resto do romance.
b) O prefácio modela o romance, segundo os padrões reinantes na prosa acadêmica brasileira.
c) O autor do romance, João Miramar-Oswald, intensifica a crítica à literatura beletrista, já anunciada nas entrelinhas do prefácio.
d) O pseudo-autor do prefácio, Machado Penumbra, converte-se em personagem, adentrando o romance como "orador ilustre escritor".
e) O prefácio revela o romance como renovação da prosa literária brasileira através de um estilo fragmentário e sintético.

3)"Memórias Sentimentais de João Miramar" é um romance:
a) realista que retrata fielmente a vida da burguesia paulista do início do século XX.
b) romântico que contrapõe a riqueza da fazenda de café à hostilidade do meio urbano.
c) modernista que, por meio da linguagem, inova a estrutura do gênero.
d) parnasiano que apresenta um narrador de linguagem difícil e truncada.


 4)O professor Fábio R. de Souza Andrade faz a seguinte afirmação sobre o texto "À guisa de prefácio", de "Memórias Sentimentais de João Miramar": "O 'prefácio' de Machado Penumbra é um bom exemplo dessas falsas pistas/instruções de leitura. O estilo em que foi composto é o predominante no ambiente beletrista pré-modernista, contra o qual Oswald se define." A linguagem utilizada no prefácio de "Memórias Sentimentais de João Miramar" é considerada uma falsa pista para a leitura do livro porque:
a) o autor do prefácio era um membro da Academia Brasileira de Letras, o que explica a maneira pomposa de se expressar.
b) sendo um texto também escrito por Oswald, o prefácio apresenta-se como uma crítica a estilos que antecederam o modernismo.
c) a linguagem do prefácio não precisa ser a mesma da obra; o prefácio emite uma opinião, que, nesse caso, é mais conservadora.
d) uma das exigências do modernismo da primeira fase era que o prefácio apresentasse um elogio grandioso da obra.



 5)Nas alternativas abaixo, os trechos transcritos de "Memórias Sentimentais de João Miramar" correspondem à voz do narrador, EXCETO:
a) "Entrava doméstico para comer e dormir longe de Célia. Os criados eram garçons de restaurante."
b) "Este clube é um lar! Nele, o espírito hospitaleiro é uma prerrogativa ao lado do catecismo moral da juventude!."
c) "Beiramávamos em auto pelo espelho de aluguel arborizado das avenidas marinhas sem sol."
d) "A costa brasileira depois de um pulo de farol sumiu como um peixe. O mar era um oleado azul."

6). (PUCCamp)

O alpinista
de alpenstock
desceu
nos Alpes

O texto acima, capítulo do romance Memória Sentimentais de João Miramar, exemplifica uma tendência do autor de:
a) Procurar as barreiras entre poesia e prosa, utilizando estilo alusivo e elíptico.b) Explorar o poema em forma de prosa, satirizando as manifestações literárias do Pré-modernismo.c) Buscar uma interpretação lírica de seu país, explorando a forca sugestiva das palavras.d) Utilizar o poema-piada, para satirizar tudo o que não fosse nacional.e) Procurar “ser regional e puro em sua época”, negando influencias das vanguardas européias.

7) Leia o seguinte excerto do romance Memórias Sentimentais de João Miramar, de Oswald de Andrade.
Noitava o terraço de vista vasta para carregadores dos cafezais em esquadrão e pastos cercados com estrelas. Porteiras batiam pás! longínquos por todo o Brasil. E havia desconjuntamentos de trolleys nacionais chegando de caminhos vermelhos por mato perfumado.Lágrimas anacrônicas de minha sogra evocavam o marido ou o Pantico agora tardiamente transferido a europeus internatos comerciaturos.Eu e Célia fugíamos corpos voluptuosos com catadupa retirada de sentimento para a sala de jantar fazendeira. Mas Cotita e Nair nos vinham dizer banalidades. Barricadávamo-nos então no quarto paiol intransponível da pólvora de nossos corações.E preferíamos até ficar sós na casa de São Paulo reaberto deixando tia Gabriela e cunhadas inúteis transatlanticarem atrás do pantico.
Aponte a alternativa cuja afirmação não condiz com o texto acima.


a) Os parágrafos não apresentam um desenvolvimento fluente, assemelhando-se, por isso, a quadros justapostos, realçando a vivacidade de cada momento.b) A ausência de metáforas é intencional, pois segue um princípio estipulado pelo Modernismo, especialmente pela Geração de 22, à qual o autor se filia.c) Oswald de Andrade revela um aspecto marcante de sua obra, especialmente de sua poesia: a omissão de vírgulas, mesmo daquelas obrigatórias.d) Percebe-se no fragmento a presença de diversos neologismos, principalmente em certas formas verbais.e) “E havia desconjuntamentos de trolleys nacionais chegando de caminhos vermelhos por mato perfumado”. O adjetivo “vermelho” está deslocado e distante do substantivo a que, realmente, caracteriza.



Gabarito
1-C, 2-B,3-C,4-B,5-B,6-A,7-B

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

Artigos Relacionados