Questões Arcadismo - Literatura

Gabarito no final das questões.




Questão 1
(VUNESP) Há no Arcadismo brasileiro uma obra satírica de forma epistolar que suscitou dúvidas de autoria durante mais de um século. Assinale abaixo a alternativa que apresente o nome correto dessa obra e seu autor mais provável:

a) O Reino da estupidez e Francisco de Melo Franco

b) Viola de Lereno e Domingos Caldas Barbosa

c) O desertor e Manuel Inácio da Silva Alvarenga

d) Cartas chilenas e Tomás Antônio Gonzaga

e) Os Bruzundangas e Lima Barreto








Questão 2 (UFPE) Assinale as afirmativas verdadeiras e as afirmativas falsas.

0) O arcadismo tem como um dos traços principais a inspiração clássica

1) A natureza é a base da sabedoria para os árcades

2) O Arcadismo Brasileiro se caracteriza por sua forte religiosidade

3) Tomás Antônio Gonzaga nos deixou uma poesia marcada pela pobreza de expressão e pela banalidade

4) O melhor da produção dos árcades brasileiros está no teatro








Questão 3 (UFPE) Assinale as afirmativas verdadeiras e as afirmativas falsas.

0) A maior parte da lírica de Tomás Antônio Gonzaga é composta por poemas de difícil compreensão.

1) Com a literatura dos árcades surge na poesia a exaltação da paisagem brasileira e temas como a família.

2) Pastores e pastoras numa paisagem bucólica, este é um dos elementos da literatura arcádica brasileira.

3) Vários poetas pertencentes ao Arcadismo brasileiro foram presos por escreverem romances com assuntos políticos.

4) O Arcadismo brasileiro não nos deixou poemas épicos, estando sua produção limitada à poesia lírica.








Questão 4 (UFPE)
"É bom, minha Marília, é bom ser dono
De um rebanho, que cubra monte e prado;
Porém, gentil Pastora, o teu agrado;
Vale mais que um rebanho, e mais que um trono
Graças, Marília bela,
Graças à minha Estrela."
Tomas A. Gonzaga
No poema acima, as marcas do Arcadismo são. Assinale as afirmativas verdadeiras e as falsas.

0) Tema da vida pastoril no contato com a natureza idealizada.

1) Ideal de vida simples retratado através de uma linguagem despojada. Inversões e paradoxos, próprios do Barroco, caem em desuso.

2) Percepção do mundo terreno como efêmero e vão, o que resulta no sentimento de nulidade diante do poder divino.

3) Descrição de um episódio pastoril num ambiente de harmonia, onde inexistem conflitos.

4) Tom épico, relatando grandes feitos heróicos.








Questão 5 (UFPB) Na poesia arcádica ou neoclássica, NÃO se encontra

a) a influência das idéias iluministas.

b) a valorização do campo em detrimento da cidade.

c) a ênfase na interpretação subjetiva da realidade.

d) o retorno aos ideais greco-latinos.

e) a adoção de pseudônimos pelos poetas, que se figuravam pastores.









Questão 6 (UFPA) O Arcadismo é um estilo de época que pode ser definido, segundo o que determina a seguinte afirmação:


a) Nesse período o homem é regido pelas leis físico-químicas, pela hereditariedade e pelo meio social

b) A poesia dessa época dá ênfase ao poder de vidência do artista

c) Destaca-se nessa fase certo gosto pelo equilíbrio, pela simplicidade e pela harmonia, a partir dos modelos clássicos antigos

d) Há nessa Escola literária uma tendência à valorização do humor, com vistas a afugentar as circunstâncias desagradáveis da vida

e) Enfatiza-se na criação poética, desse momento, a utilização do valor sugestivo da música










Questão 7 (UFMG)
Leia o soneto que se segue, de Cláudio Manuel da Costa.


Pastores, que levais ao monte o gado,

Vede lá como andais por essa serra;

Que para dar contágio a toda a terra,

Basta ver-se o meu rosto magoado:


Eu ando (vós me vedes) tão pesado;

E a pastora infiel, que me faz guerra,

É a mesma, que em seu semblante encerra

A causa de um martírio tão cansado.


Se a quereis conhecer, vinde comigo,

Vereis a formosura, que eu adoro;

Mas não; tanto não sou vosso inimigo:


Deixai, não a vejais; eu vo-lo imploro;

Que se seguir quiserdes, o que eu sigo,

Chorareis, ó pastores, o que eu choro.


Todas as alternativas contêm afirmações corretas sobre esse soneto, EXCETO


a) O poema opõe um estilo de vida simples a um estilo de vida dissimulado.

b) A palavra "guerra" enfatiza a recusa da pastora a corresponder aos afetos do poeta.

c) O sentido da visão é o predominante em todas as estrofes do poema.

d) A expressão "para dar contágio a toda a terra" revela a intensidade do sofrimento do pastor.










Questão 8 (PUC-MG) A QUESTÃO APRESENTA TRECHOS DE TEXTOS QUE PERTENCEM A DETERMINADO ESTILO DE ÉPOCA. RELACIONE CADA TRECHO AO SEU RESPECTIVO ESTILO, DE ACORDO COM AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NAS ALTERNATIVAS A SEGUIR.

"Sou pastor, não te nego; os meus montados

São esses, que aí vês; vivo contente

Ao trazer entre a relva florescente

A doce companhia dos meus gados."

a) Barroco:
homem barroco é angustiado, vive entre religiosidade e paganismo, espírito e matéria, perdão e pecado. As obras refletem tal dualismo, permeado pela instabilidade das coisas.

b) Arcadismo:
Em oposição ao Barroco, esse estilo procura atingir o ideal de simplicidade. Os árcades buscam na natureza o ideal de uma vida simples, bucólica, pastoril.

c) Romantismo:
A arte romântica valoriza o folclórico, o nacional, que se manifesta pela exaltação da natureza pátria, pelo retorno ao passado histórico e pela criação do herói nacional.

d) Parnasianismo:
A poesia é descritiva, com exatidão e economia de imagens e metáforas.

e) Modernismo:
Original e polêmico, o nacionalismo nele se manifesta pela busca de uma língua brasileira e informal, pelas paródias e pela valorização do índio verdadeiramente brasileiro.









Questão 9 (UFRRJ) TEXTO

Lira XXX
Junto a uma clara fonte

a mãe do Amor se sentou;

encostou na mão o rosto,

no leve sono pegou.


Cupido, que a viu de longe,

contente ao lugar correu;

cuidando que era Marília,

na face um beijo lhe deu.


Acorda Vênus irada:

Amor a conhece; e então,

da ousadia que teve

assim lhe pede perdão:


- Foi fácil, ó mãe formosa,

foi fácil o engano meu;

que o semblante de Marília

é todo o semblante teu.

(In: GONZAGA, Tomás Antônio. Marília de Dirceu. Rio de Janeiro, Edições de Ouro, [s/d].p.86-87.)

A reação de Vênus, descrita no poema, se deve ao fato de ter sido

a) confundida por Cupido.

b) acordada por Amor.

c) reconhecida por Amor.

d) identificada por Cupido.

e) comparada com Marília.









Questão 10 (UFRRJ) TEXTO

Lira XXX
Junto a uma clara fonte

a mãe do Amor se sentou;

encostou na mão o rosto,

no leve sono pegou.


Cupido, que a viu de longe,

contente ao lugar correu;

cuidando que era Marília,

na face um beijo lhe deu.


Acorda Vênus irada:

Amor a conhece; e então,

da ousadia que teve

assim lhe pede perdão:


- Foi fácil, ó mãe formosa,

foi fácil o engano meu;

que o semblante de Marília

é todo o semblante teu.

(In: GONZAGA, Tomás Antônio. Marília de Dirceu. Rio de Janeiro, Edições de Ouro, [s/d].p.86-87.)

No texto, o engano de Cupido pode ser antevisto em


a) "Cupido, que a viu de longe,"

b) "cuidando que era Marília,"

c) "Junto a uma clara fonte"

d) "e então, da ousadia que teve"

e) "Amor a conhece"













Gabarito:
1-d 2-vvfff 3-fvvff 4-vvfvf 5-c 6-c 7-a 8-b 9-a 10-b

Nenhum comentário:

Compartilhe

Artigos Relacionados