Trovadorismo - Resumo - Literatura



TROVADORISMO: AS RAÍZES MEDIEVAIS SÉCULO XII - MEADOS SÉCULO XIV



Momento Histórico - Idade Média Literário }Feudalismo

                                                                       Igreja $



Poesias - Cantigas }Acompanhamento musical 
                                 Trovador: homem, músico, nobre 
                                 Jogral / Menestrel 
                                 Segrel

LÍRICO-AMOROSA

Cantigas de amor

1. Origem: provençal

2. Eu-lírico: masculino

3. Ambiente: palácio

4. Tema: amor cortês

Coita: sofrimento amoroso Mia dama Mia senhor


Cantigas de amigo

1. Origem: ibérica

2. Eu-lírico: feminino

3. Ambiente: popular

4. Tema: saudades do amigo (Namorado)

Refrão
Paralelismo

CARACTERÍSTICAS DA CANTIGA TROVADORESCA

Non chegou, madre, o meu amigo, 
e oje est o prazo saido!
Ai, madre, moiro d’amor!
Non chegou, madre, o meu amado, 
e oje est o prazo passado!
Ai, madre, moiro d’amor!


E oje est o prazo saido!
Por que mentiu o desmentido?
 Ai, madre, moiro d’amor!

E oje est o prazo passado!
Por que mentiu o perjurado?
Ai, madre, moiro d’amor!





LINGUAGEM DAS CANTIGAS



QUANTO A FORMA

QUANTO AO CONTEÚDO
     Estrutura simples, de fácil memorização;
     Repetição de palavras e versos inteiros;
     Presença constante do refrão;
    Textos escritos em galego-português.

    Na produção lírica, temas como amor e saudade;
     Na produção satírica, crítica de costumes.





SATÍRICAS


Cantigas de Escárnio

1. Crítica indireta - pessoa satirizada não é identificada

2. Ambigüidades, trocadilhos

3. Ironia

Cantigas de maldizer

1. Crítica direta - pessoa satirizada geralmente é identificada

2. Linguagem chula, vulgar

3. Zombaria

Ai dona fea! Foste-vos queixar porque vos nunca iouv’en meu trobar mais ora quero fazer um cantar em que vos loarei toda via; e vedes como vos quero loar: dona fea, velha e sandia!



CONCLUINDO



CANTIGAS DE AMIGO

CANTIGAS DE AMOR
     Eu lírico feminino;
     Presença de paralelismos;
     Predomínio de musicalidade;
     Assunto; lamento da moça;
     Amor natural e espontâneo;
     Ambientação popular ou urbana Influência da tradição oral ibérica.
     Eu lírico masculino;
    Ausência do paralelismo;
     Predomínio das idéias;
    Assunto: coita amorosa do eu lírico perante uma mulher idealizada e distante;
    Amor cortês;
    Ambientação das cortes;
     Forte influência provençal.

Novelas de Cavalaria
Herói }cavaleiro - honra/ lealdade, Ideais cristãos
Ciclos:  -Carolíngeo, Bretão ou Arturiano. 
            -A demanda do Santo Graal 
            -Tristão e Isolda

PROSA MEDIEVAL - SÉCULO XIV

Geralmente escritas por autores desconhecidos, as novelas de cavalaria narram aventuras heróicas de cavaleiros andantes.
Temas: * aventuras fantásticas;
* cavaleiros lendários e destemidos;
* batalhas sangrentas travadas em nome de Deus e do amor de uma donzela.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

Artigos Relacionados